Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Nike 10K - Veja como foi

11/11/2007, por Marcel Trinta

Galeria de fotos

Antes mesmo de amanhecer, o dia 11 de novembro trouxe uma surpresa: uma forte chuva caiu na cidade de São Paulo quando muitos atletas estavam fazendo os últimos preparativos para sair de casa e participar da Nike 10K. Mas, aos poucos tudo foi ficando azul. Não, não foi o céu que clareou e a chuva que cessou, mas sim os 25 mil inscritos que começavam a chegar na Cidade Universitária pintando todas as alamedas com o azul da camiseta oficial do evento.

A chuva que já estava se transformando numa garoa não conseguiu impedir a “tribo” dos corredores de rua de sair de casa e participar desse grande evento. Fabiana Murer, recordista sul-americana e pan-americana no salto com vara, que compareceu à prova resume bem o espírito dos corredores: “A hora que acordei pensei: ‘tem que ter coragem para sair e correr nessa chuva’. É muito bonito ver tanta gente praticando esporte”.

Desde às 5h30, os atletas já chegavam ao local da prova para utilizar o guarda-volumes e se preparar para a largada. Muitos vinham com os ônibus da organização que trouxe muita comodidade aos corredores. “Eu vim com os ônibus oferecidos para o corredor e apesar do número de participantes eu nunca vi uma prova tão organizada”, contou Rafael Ribeiro.

A animação tomava conta da USP e contagiava aqueles que vieram de longe: “Somos de Mato Grosso do Sul e viemos para a prova. Adoramos correr, ‘somos cartel endorfina’”, afirmava Marcelo Alves de Lima, acompanhado da amiga Ana Claudia Vilela, lembrando que ainda hoje voltariam para seu estado.

A partir das 7h20, um aquecimento foi comandado de diversos pontos da largada, preparando os atletas para os 10km que estavam por vir. Alguns já estavam na pista, outros tantos debaixo das árvores, mas todos se ligando, aquecendo e alongando para não ter surpresas desagradáveis durante o percurso.

Jadel Gregório, recordista sul-americano e medalha de ouro do Pan 2007 no salto triplo, acompanhava tudo de muito perto, bem ao lado do pórtico de largada. “Vim participar dessa festa e estou impressionado com a organização, a animação do pessoal, a quantidade de gente... está de parabéns. Isso é bom para o esporte, é lindo de ver”.

Ás 8h a buzina soou e os milhares de atletas partiram em busca de seus objetivos: melhorar seu tempo, vencer disputa com os amigos, completar o percurso, acompanhar os shows ao longo do percurso e ao final do evento. Esses eram apenas alguns dos pensamentos dos atletas inscritos na prova.

Assim que a largada foi dada, a garoa parou e nenhuma gota caiu mais, deixando um clima ótimo para a prova. Durante o percurso, os atletas puderam encontrar mensagens de apoio, DJs fazendo som e o clima de confraternização no ar, que ajudou muitos atletas chegarem até o fim. “Quando cheguei no 7º km quase desisti porque estava bem cansada, mas fiz amizade com um colega do lado, viemos conversando e correndo quando fui ver já tinha feito os 10km. Nunca corri isso. Achei o máximo o evento, adorei. É muito bom. Quero fazer novas provas”, contou a animada e extrovertida Adriana Bombom, modelo e atriz.

Cada um no seu ritmo, cada um no seu tempo, os atletas cruzavam a linha de chegada, comemoravam, pegavam sua merecida medalha e kit e iam ao local de shows onde celebridades, atletas, amadores e todos os participantes do evento se misturavam para ver os shows que encerrariam essa grande festa.

Um dos primeiros a cruzar a linha de chegada foi o casal de atletas Marilson e Juliana Gomes do Santos, sendo que Juliana foi a primeira mulher a completar a prova. “É muito bom correr essa prova. As pessoas correndo começam a compreender nosso esporte e nos sentimos felizes em ver que um evento de atletismo consegue reunir tantas pessoas”, contou Juliana. “O número de corredores no Brasil vem aumentando muito e as pessoas percebem que isso é necessário para ter uma vida saudável”, completou Marilson, após esse “treino gostoso”, como o casal afirmou.

Japinha, baterista do CPM22 e experiente em corridas de rua, contou como começou a correr e o que espera da corrida: “Gosto de correr desde os 15 anos quando tive um professor de educação física meio ‘nazi’ e nos fazia correr, mas acabou sendo muito bom e uns 80% da minha turma ainda corre. O esporte traz a endorfina, o bem estar. Você vê senhores de 50, 60 anos correndo e pensa em chegar na idade deles nessa forma”.

Todos acompanhavam juntos os shows, que começaram com a apresentação de Marcelo D2, seguido de Toni Garrido, Negra Li e Paula Lima, que encerrou a festa.

“A nossa grande preocupação é, mesmo aumentando o número de corredores, fazer um evento extremamente organizado, com qualidade para os corredores correrem bem, confortáveis. As pessoas já estão entendendo isso, as inscrições acabaram com antecedência. Isso é muito legal. Com a ajuda da Corpore o evento foi perfeito”, sintetizou Manoela Daffre, Coordenadora de Running da Nike.


Confira os depoimentos dos participantes da prova!

“Já corri outras provas aqui e pela quantidade de pessoas foi bem organizada e o percurso foi muito bom. A chuva não atrapalhou, pelo contrário. É a segunda vez que participo dessa prova e notei que melhorou bastante em relação a outra” (Marco Aurélio Rodrigues)

“É a primeira vez que eu corro essa prova, achei a organização fantástica. Já participei de outras corridas e essa foi a melhor. Gostei do percurso, foi tranqüilo”(Leonardo)

“É a primeira vez que eu corro essa prova, achei a organização muito boa. O legal é que une as pessoas, porque aqui não tem primeiro nem segundo colocado, o importante é participar. Fora as subidas o percurso foi ótimo e terminar a corrida com um show é sensacional. O legal é a confraternização entre a galera, o que importa é vir aqui participar” (André Felipe Luis )

“Achei fantástica, foi a melhor prova que eu já participei da Nike. Todos os organizadores estão de parabéns. Achei o percurso bem legal, um misto de subidas e descidas, bem light para amadores e acho que o pessoal que corre há bastante tempo também gostou. Para caras como eu que não correm todo dia o clima ajudou e estava bom. Estou gostando do show, achei boa a idéia” (Rubens de Azevedo)

 



 
Últimas notícias
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
Calendario de Eventos AIMS
Calendário AIMS
Curso Nacional de Nutrologia
 
Por: Marcel Trinta

2002-2019 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH