Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

IX Ilhabela Corpore Terra & Mar - Veja como foi

18/05/2009, por Marianna Abdo

Resultados
Galeria de fotos

Acordar cedo não é sinônimo de sacrifício para os 935 atletas participantes da 9ª Ilhabela Corpore Terra & Mar, realizada no dia 16 de maio. Às 4h30 a expectativa era contagiante na linha de largada.

Enquanto as primeiras equipes largavam, os demais atletas batiam palmas e mostravam, já no início do evento, a grande festa que estava por vir. O corredor Luciano Bottura, da equipe Kings, contou um pouco da sensação singular de estreante que sentia no momento da largada. “A expectativa é terminar bem, o importante é curtir a “vibe” da Ilha e esse momento que é bem legal. Só essa largada às quatro da manhã não tem como descrever, estou até arrepiado. Estou há dois meses e meio treinando forte para aguentar os 22 km que eu vou correr”.

Duas horas após a primeira largada, o atleta Eduardo Francisco, integrante de uma das três equipes do Santander presente na prova, completava o trecho 2, considerado o primeiro trecho “difícil” da corrida, marcado por uma grande e comentada subida final. “Ontem fiz o percurso de carro e guardei energia para essa subida final. É a prova que eu considero a melhor do ano”.

O trecho seguinte era ainda mais complicado. Considerado “muito difícil” o percurso apresentava grande variação altimétrica e nos metros finais a estrada era de terra. “Foi bem difícil porque primeiro temos uma descida violenta pior que a subida. Depois você desce e sobe várias vezes e quando acha que está chegando encontra muito barro, mas vale a pena”, contou a corredora Lissa Tozzi da equipe Marcha Lenta.


Trecho 9 – Radical

Como o próprio nível de dificuldade sugere, “radical”, o trecho 9 é mesmo inesquecível. Subir Castelhanos já é, em condições climáticas normais, um grande desafio. Mas nessa prova a chuva do dia anterior aumentou o nível de dificuldade. Por opção da equipe D Run, o atleta escolhido para cumprir a tarefa foi Décio Ribeiro.

“Hoje foi difícil como sempre, porém a dificuldade maior foram os trechos com barro e lama e as pedras que estavam mais escorregadias. Completei em um tempo maior que o de costume por causa das chuvas”, contou o veterano com sete participações na prova.


Natação

Enquanto alguns atletas enfrentavam seu desafio em terra, outros se preparavam para enfrentar em mar. A primeira largada da natação foi dada às 9h no Píer do Perequê com um percurso de 2,35km que terminava na escola de Vela BL3.

Durante a concentração, os nadadores comemoravam o mar calmo e a temperatura da água que estava entre 20 e 21°. O nadador Daniel Vidigal aproveitou as condições favoráveis para diminuir seu tempo em relação à edição passada. “Normalmente em Ilha Bela o mar está bem agitado, mas hoje está muito bom, bem calmo e a correnteza está favorável o que permitiu um tempo menor".

Premiação

A cerimônia de premiação aconteceu na Pça. Coronel Julião, no centro de Ilha Bela, e após tantos esforços e bons resultados o clima de festa foi marcante. “A vitória é muito gratificante, fruto de um trabalho em equipe”, disse José de Moraes, integrante da equipe Ilhabela/Acqua Mineral/Doox A que ganhou o primeiro lugar geral.

Além da premiação na categoria geral, houve entrega de troféus por faixa etária e tipo de equipe (mista, feminina, masculina) que permitiu que muitas equipes fossem premiadas. Os nadadores também receberam premiação por faixa etária, como foi o caso de Flávio Toi, de 43 anos, primeiro lugar na sua faixa 40 a 49 anos. “É minha terceira participação com a mesma equipe. O que me atraí nessa prova é o ambiente e esquema de equipe. O clima não é de competição é de participação. A direção da Corpore sempre presente também é algo bem legal”.

Após a cerimônia de premiação os atletas contaram com uma festa de confraternização oferecida pelo patrocinador Doox, no restaurante O Tao.  





 
Últimas notícias
Maratona de Nagoya
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Marianna Abdo

2002-2022 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH