Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Anjo no asfalto

20/05/2009, por Marianna Abdo


Andrea Maria Diniz começou a correr aos 12 anos, na pista de Atletismo Santos Dummont, em Recife (PE), cidade que receberá no dia 31 de maio a II Corrida Farmácia Bompreço – Recife te quer saudável.

O esporte que, poderia ter ficado só nas lembranças da infância, transformou-se em paixão e mais tarde seria o pivô do fim de seu casamento. Foi em 2004, ano da separação, que Andrea veio pela primeira vez para São Paulo correr.

No ano seguinte, já acostumada a correr em São Paulo, Andrea decidiu procurar um companheiro para as viagens no CORRE – Corredores Reunidos de Recife. Foi quando conheceu José Henrique, hoje, seu grande amigo. “A nossa amizade é verdadeira, compartilhamos alegrias, lutas, treinos, desafios e tristezas também, porque muitas vezes sonhamos com um patrocínio”, disse Andrea.

Após participar da 1ª edição da Corrida Farmácia Bompreço, organizada em 2008, e conhecer a organização e serviços oferecidos pela Corpore, os amigos não deixaram de participar da X Meia Maratona Internacional Corpore da Cidade de São Paulo. E já estão inscritos para as duas próximas provas.

“A corrida da Corpore aqui em Recife foi impecável, tudo saiu perfeito, não faltou água, a retirada de kits foi organizada, a camiseta bonita, o percurso muito planejado, nota 10”, conta Andrea que já se prepara para a 2ª edição.

Quando se conheceram, José era jardineiro e no retorno da primeira viagem a São Paulo para correr perdeu o emprego porque o patrão não aceitava que ele treinasse. A partir daí, o corredor resolveu mudar de ramo e passou a vender picolé nas praias de Recife.

Hoje, acorda às 5h e vai correndo até a casa da amiga para iniciarem o treino. Treino concluído, cada um parte para sua maratona profissional. A professora Andrea vai para a sala de aula, local onde guarda suas medalhas e troféus. José caminha em média 20km vendendo picolés. “Vê-lo vender picolé é emocionante, ele feliz debaixo do sol de mais de 37° e gritando ‘picolé, picolé’. No fim do mês ele junta todo o dinheiro e compra as passagens para correr, foi assim que corremos a Meia da Corpore”, conta a amiga.

Com tanta determinação, amizade e amor ao esporte não há dúvidas de que muitos quilômetros ainda serão percorridos por essa dupla. “Correr é como respirar, dá mais sentido a minha vida. Somos uma dupla feliz que nos conhecemos pelo destino de correr unidos. O nome da nossa dupla é ANJO, das nossas iniciais: Andrea e José”.

 




 
Últimas notícias
Maratona de Nagoya
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Marianna Abdo

2002-2022 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH