Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

XI Meia Maratona Corpore Internacional da Cidade de São Paulo - Dicas Wanderlei de Oliveira



Wanderlei de Oliveira pratica o atletismo desde 1966, é conselheiro honorífico da CORPORE (fundador), diretor da Federação Paulista de Atletismo e comentarista da ESPN Brasil. Como corredor, já correu 69 provas de 21Km, seu recorde pessoal é de 1h22 em Buenos Aires.

Das 11 edições da Meia Maratona Corpore, participou de 7 e seu melhor resultado foi de 1h29. No domingo, dia 10 de abril, irá correr os 5Km e participar da festa.

Veja as dicas:

Cuidados para um melhor desempenho durante a prova:

- Repouse bastante nos dias que antecede a prova;

- Hidrate-se com 3 litros de água na sexta-feira e no sábado;

- Alimentação rica em carboidratos nos dias que antecede a prova (conforme orientações médicas e nutricionais);

- Café da manhã reforçado até 2 horas antes do horário da largada (conforme orientações médicas e nutricionais);

- Lembre-se de levar carboidrato em gel e tomar 1 sachê a cada 30 minutos de prova (o ideal é a cada 20 minutos), é recomendável ingerir sempre com 1 copo de água (200 ml). Faça a reposição de acordo com o que foi testado em treinamento (somente os que irão correr os 21Km);

- Faltando 1 hora para o início da prova, hidrate-se de forma mais criteriosa;

- Alongue-se e faça um bom aquecimento (idem aos treinos técnicos na fase de preparação), ou seja: 15 minutos de alongamentos, 20 minutos de corrida lenta e 6x 100 metros de amplitude de passadas (tempo total de 45 minutos) antes da prova, para os mais experientes. Aos iniciantes, também é importante estar devidamente aquecido para a prova, mesmo que seja para os 5Km, porém, com mais cautela: 15 minutos de alongamentos, 10 minutos de corrida lenta e 4x50 metros de amplitude de passadas (não é sprint), o objetivo é preparar seu organismo para o esforço;

- Tome de 200 a 300 ml de água a cada 20 minutos de prova, mesmo que não sinta sede;

- Utilize vaselina em áreas de atrito para evitar assaduras;

- Use protetor solar específico para esporte, que não sai com o suor e água, protege mais e sua duração é prolongada;

- Ritmo de prova (conforme orientação técnica, objetivo e atual nível de condicionamento físico, especificado em sua planilha de treinos).

Ao cruzar a linha de chegada

- Caminhe calmamente até o final do funil dirigindo-se a um local de menor concentração de pessoas para se refrescar e se recuperar;

- Faça alongamentos e hidrate-se muito bem;

- Vista roupas secas para evitar problemas de saúde, pois o organismo está sensível e debilitado.

Curiosidades sobre a Meia maratona da CORPORE

Na 5ª edição, tivemos uma festa mineira. Com uma corrida tranquila o jovem atleta Franck Caldeira de Almeida na época com apenas 21 anos, da equipe Pé de Vento, natural de Sete Lagoas, Minas Gerais, venceu pela segunda vez consecutiva os 21Km, com o tempo de 1h04min47, média de 3min04 por quilômetro; cinco segundos mais rápido que no ano anterior (1h04min52).

A campeã da Corrida Internacional de São Silvestre de 2001, a mineira Maria Zeferina Baldaia de 32 anos, venceu a prova com 1h17min16, depois de passar o dia anterior com problemas estomacais, que colocaram em risco a sua presença na competição.  Isto mostra que o departamento técnico da CORPORE, sempre se preocupou em oferecer um percurso razoavelmente plano que favoreça a bons resultados. 

A prova dos 5Km é uma ótima oportunidade para quem busca seu recorde pessoal na distância, o percurso é praticamente plano e em linha reta. Os pontos mais críticos nos 21Km estão nas descidas nos quilômetros 1, 3, 5, 10, 13 e 18, que obriga o corredor a acelerar o ritmo.  Nesse momento, procure descer controlado, sem exageros.  Na descida, o impacto nos pés chega a ser 3 vezes maior e para quem está acima do peso, poderá acarretar dores nas articulações após a prova. O uso de tênis bem acolchoado ameniza o impacto e sobrecarga nas articulações.  Já nas subidas dos quilômetros 2, 4, 12 e 16, devido à inclinação, exige mais dos membros superiores o que obriga os corredores a ter uma ação mais enérgica dos braços. O ponto mais crítico da prova é do 4 para o 5 quilômetro, onde atinge o pico da altimetria em 740 metros em relação ao nível do mar. E os maiores desníveis, estão nos túneis nos quilômetros 1 para o 2 e do 3 para o 4, chegando a 720 metros.  Na largada e chegada o altímetro registra 725 metros em relação ao nível do mar.

“O que obriga o corredor a parar é o ritmo forte, não à distância”.

BOA PROVA A TODOS!



 
Últimas notícias
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
Calendario de Eventos AIMS
Calendário AIMS
Curso Nacional de Nutrologia
 
Por: Corpore

2002-2018 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH