Siga a Corpore
A CorporeAssocie-seBenefíciosConvêniosLinksContatoAjuda
 

2012-Abertura - Largada em Ondas

7/2/2012, por Paulo Bueno


 

No próximo dia 11 de março a CORPORE realizará, experimentalmente, a Largada em Ondas.
 
Como vai funcionar:
Serão 3 ondas separadas por ritmo em 3 largadas:
 

1ª Largada Geral acontecerá às 8h para Elite B/C (5,2Km e 11Km)

2ª Largada Geral  terá deslocamento às 8h05 (5,2Km e 11Km)

3ª Largada Geral  terá deslocamento às 8h10 (5,2Km e 11Km)

* Deficientes Visuais, Cadeirantes e Handcycle - Largada às 7h55

O atleta deve estar posicionado às 8h para largada no portão de acesso correspondente ao seu número de peito.
A seleção dos atletas para as ondas será proporcional ao número de inscritos e de acordo com o ritmo de corrida informado por cada atleta no momento da inscrição.

OBS: Para o sucesso da Largada em Ondas é fundamental que o atleta informe seu ritmo real no momento da inscrição.

 Veja comentário do Professor Mário Mello:

A maratona de Nova Iorque sempre foi conhecida por suas largadas congestionadas, mesmo havendo 3 largadas denominadas pelas cores Verde, Azul e Laranja. Para passar no pórtico de largada e começar a correr (e contar o tempo no chip), muitas vezes se passavam 10 minutos ou mais devido ao congestionamento, e quem gosta de correr para fazer um bom tempo acabava prejudicado por essa demora. Inclusive, já era bastante divulgado que correr a Maratona de Nova Iorque para fazer tempo era algo difícil.
 
Mas em 2009, digno de organizadores que não se acomodam e para a surpresa de muita gente, o Sistema de Ondas foi incorporado à largada. Este sistema consiste em dividir a largada em partes - no caso de Nova Iorque, 3 largadas. Se numa prova temos a largada com 9.000 corredores, dividindo este grupo em partes (ondas) teremos 3.000 corredores em cada onda (se for dividido igualmente). Assim, após a primeira onda largar, a segunda onda avança. Após um determinado tempo se dá a segunda largada, com o segundo pelotão, e assim por diante.
 
O tempo entre cada onda é determinado pela organização. Na Maratona de Nova Iorque são  20 minutos de intervalo entre as ondas. Já na Meia Maratona e Maratona da Disney deste ano, em Orlando, os intervalos foram de 5 minutos - e haviam diversas ondas (mais de 10). Desta forma, cada organizador, em virtude de cada situação de prova, determina quantas ondas são suficientes, bem como os seus intervalos.
 
Importante lembrar que de nada adianta o organizador procurar um melhor conforto e ajuste na largada se o participante corredor não colaborar procurando adequar seu ritmo de prova ao setor de largada correspondente. Se a largada for dividida em 3 ondas com intervalo de largada de 10 minutos entre elas, o ideal é que na primeira onda estejam os mais rápidos, como a elite A, elite B e corredores que corram a um ritmo igual ou superior a 5:00/km. Na segunda onda poderiam estar os corredores com ritmo entre 5:01/km e 6:00/km. E na terceira onda estariam os corredores mais lentos, acima de 6:00/km. O ideal é que dentro de cada onda os mais velozes fiquem à frente e os mais lentos, atrás.
 
Outra coisa importante que noto quando participo destas provas internacionais com largadas em ondas é que não há estresse em se posicionar no gargalo. Afinal, todos sabem que naquele setor estão os corredores do mesmo nível ou próximo de seu condicionamento e, com isso, a largada vai fluir. E por não estar super lotado o percurso da prova, o posicionamento e fluxo dentro da corrida permitem que se corra bem o percurso, sem superlotação. Portanto, com a colaboração do corredor para com a organização, fica sempre mais fácil receber os benefícios deste tipo de largada. O sucesso depende muito do respeito de cada atleta com o seu setor e seu ritmo. E na medida que ele vai evoluindo de ritmo, em outra prova ele poderá se posicionar mais para frente, com uma largada mais rápida.
 
Para este sistema funcionar, todos têm de entender que para o bem de todos, correr com seu amigo mais lento significa o mais rápido largar mais atrás com o corredor mais lento, e não o inverso.
 
É um consenso geral entre treinadores e jornalistas especializados em corrida de rua que este sistema será, em breve, o mais indicado para provas com mais de 4 mil participantes.
 

Professor Mário Mello
CREF Nº 014686 - G/SP
Conselheiro Técnico CORPORE


Matéria Relacionada - Veja publicação da Revista Contra Relógio nº 221 - Fevereiro 2012.
PodCast - http://revistacontrarelogio.com.br/blogs/revista/2012/02/15/contra-relogio-no-ar-edicao-40/




 


 
Últimas notícias
Curso Nacional de Nutrologia
Revista Distance Running
Meia Maratona Corpore da Cidade de São PAULO
Projeto Breaking2
Virada Esportiva 2017
2017-Centro Histórico-Indicadores
Congresso Brasileiro de Nutrologia
Dia Mundial para Atividade Física
Calendário AIMS
Inscritos Centro Histórico 2017
10 Primeiros (as) Meia Maratona
 
Por: Paulo Bueno

2002-2017 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH