Siga a Corpore
A CorporeAssocie-seBenefíciosConvêniosLinksContatoAjuda
 

Valmir Nunes vence 100 milhas nos Estados Unidos

26/11/2013, por Corpore
Prestes a completar 50 anos de idade, o santista Valmir Nunes continua mostrando que está longe de encerrar a carreira vitoriosa. No último domingo (10), ele garantiu nova conquista em ultramaratona nos Estados Unidos, vencendo as 100 milhas na Croatan 24, realizada em trilhas na Floresta Nacional de Croatan, na Carolina do Norte. Ele completou os 160,93 km, equivalente às 100 milhas, em 16 horas e 42 minutos.
 
 
O objetivo era também levar o título na prova de 24 horas, mas com dores de estômago, ele decidiu parar depois de 17 horas seguidas. “Se eu tivesse só andado teria sido campeão das 24 horas também, mas minha meta era fazer 250 km e estava lá para correr”, argumentou o super campeão de corridas de longa distância, que é patrocinado por Memorial, Brooks e Prefeitura de Santos.
 
Para ter uma ideia da superioridade de Valmir na prova, o vencedor das 24 horas, Mosi Smith, passou as 100 milhas só com 19 horas e 29 minutos e completou 119 milhas no período total, enquanto que o santista fez 105,47 milhas, apenas 14 milhas a menos. “Com 13 horas de prova o meu estômago ficou seco, não aceitava líquidos e achei melhor parar. A prova tinha um percurso difícil, mas num lugar lindo e com uma organização sensacional”, explicou o atleta, que já tem programada a participação nas 100 milhas Graveryard, também na Carolina do Norte, para defender o seu título e recorde.
 
Com quase 30 anos dedicados às corridas de longa distância, Valmir Nunes segue buscando superar limites. Há 22 anos, conquistava o seu primeiro título mundial em corridas de 100 km, na Itália. De lá para cá, o objetivo foi sempre quebrar barreiras. Chegou ao bicampeonato mundial, em 1995, na Holanda, e depois disso já subiu ao lugar mais alto do pódio mais de 30 vezes mundo afora.
 
Uma dos títulos mais comemorados foi em 2001 na famosa Spartathlon, na Grécia, com 246 km, ou seja, quase seis maratonas ininterruptas. A prova refaz o lendário trajeto de Fidípedes, um mensageiro ateniense enviado a Esparta no ano 490 a.C. para buscar ajuda contra o persas na Batalha de Maratona. Ele completou a corrida em 23 horas e 18 minutos, superando muitos obstáculos, principalmente as montanhas, o calor e depois o frio.
Há, ainda o bicampeonato na Prova Pico Subida de Veleta, na Espanha, com 50 Km só de subida íngreme, saindo de 656 metros de altitude e chegando a 3.470 metros acima do nível do mar. A temperatura também tem mudanças drásticas, com os corredores largando num calor de 36 graus e terminando a 10 negativos.
 
Outro feito memorável foi o Desafio 450 Km pela Rodovia Rio Santos, em 1996, numa disputa particular com o russo tricampeão mundial dos 100 km, Konstantin Santalov, um de seus melhores amigos. Os dois correram 50 Km por dia, em ritmo de competição. Neste mesmo estilo, correu novamente pela Rio-Santos, desta vez 500 KM, com o também ultramaratonista Adilson Dama, de Cubatão.

Fonte: FMA Notícias
Fotos: Divulgação

 



 
Últimas notícias
Curso Nacional de Nutrologia
Revista Distance Running
Meia Maratona Corpore da Cidade de São PAULO
Projeto Breaking2
Virada Esportiva 2017
2017-Centro Histórico-Indicadores
Congresso Brasileiro de Nutrologia
Dia Mundial para Atividade Física
Calendário AIMS
Inscritos Centro Histórico 2017
10 Primeiros (as) Meia Maratona
 
Por: Corpore

2002-2017 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH