Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Hidratação

24/02/2014, por Dra. Samira Layaun
Embora o calor insuportável tenha dado uma trégua nos últimos dias, nunca é tarde para se falar sobre hidratação, um item de extrema importância para a saúde dos corredores e não corredores e, sobre o qual, infelizmente, muitas pessoas ainda cometem equívocos.
 
Importância: para se ter uma noção da importância da água para a saúde, basta mencionar que, aproximadamente 70% do nosso organismo é composto por ela. Essa porcentagem pode variar de acordo com a idade.
 
Necessidade diária: a necessidade de ingestão diária pode variar de acordo com alguns fatores (idade, condições climáticas, prática de atividade física, etc.). Entretanto, estima-se que, em média, necessitamos ingerir dois litros de água por dia.
 
Tipos de água: ao contrário do que muitos imaginam há diferenças importantes entre os tipos de água. Existem as boas e as não tão boas. Para saber se a água é boa ou não, você deve considerar as seguintes características:
PH: o ideal é que o PH seja igual ou superior a 7,0 (próximo ao PH do sangue, que é 7,35). Se ingerirmos água com PH menor que 7,0, submeteremos o nosso organismo a um ambiente ácido, o que favorecerá o desenvolvimento de doenças como o Câncer, por exemplo.
Tensão superficial: existem águas “leves” e “pesadas”. O ideal é que a tensão superficial seja baixa.
Condutividade elétrica: para auxiliar na condução de impulsos nervosos e musculares.
Presença de minerais: a água deve conter minerais como: sódio, potássio, cálcio, bário, brometo, fluoreto, magnésio, bicarbonato, outros.

Curiosidade: aquela famosa água, que virou mania nos últimos anos, tem PH de 5,68 a 25ºC (dependendo da fonte), o que demonstra que fama nem sempre significa qualidade.
 
Hidratação sem erro: iniciar a ingestão de água ao acordar (antes do café da manhã). Prosseguir ingerindo paulatinamente, no decorrer do dia, o volume indicado, sempre antes ou após as refeições (nunca durante), com intervalo superior a 30 minutos.
 
Outras bebidas: obviamente, quando o assunto é hidratação, a água reina absoluta como a bebida ideal. Entretanto, a água de coco natural é outra opção para garantir uma boa hidratação.
MAS ATENÇÃO! Nunca, jamais tome refrigerantes (e, por favor, não os ofereça às crianças). Esse tipo de bebida tem PH menor que 3,0 (ou seja, extremamente ácido). Para neutralizá-lo, seria necessária a ingestão de, aproximadamente, 30 copos de água (com PH superior a 7,0), caso contrário, seu organismo sofreria com as consequências de um ambiente ácido, no qual as doenças se instalam muito facilmente.
 
Hidratação nas corridas: não difere muito da hidratação geral. O ideal é que o atleta já chegue hidratado para a prova. Para isso, ele deve iniciar a ingestão de água assim que acorda. Ele pode, por exemplo, ingerir 250 ml logo que sai da cama e, depois de uns 15 minutos ingerir mais 250 ml. Passados 15 minutos, deve tomar o café da manhã e dirigir-se ao local da prova. Tomar mais 250 ml antes de iniciar o aquecimento. Deve aquecer-se, usar o banheiro e largar. Durante a prova, tomar de 100 a 200 ml a cada 20 minutos, até terminá-la. Manter a ingestão de água após cruzar a linha de chegada. Dependendo da distância e do tempo de prova, também pode estar indicada a reposição eletrolítica.
 
Estas e outras informações encontram-se no livro “Comer, Treinar, Dormir”, de autoria da Dra. Samira Layaun, que está disponível nas principais livrarias (físicas e virtuais).


 



 
Últimas notícias
Maratona de Nagoya
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Dra. Samira Layaun

2002-2023 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH