Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Entrevista - Dr. Nabil Ghorayeb

12/01/2005, por Marcel Trinta

Por estarmos no país do futebol, estamos em contato constante com imagens desse esporte a qualquer hora do dia. Infelizmente, nos últimos tempos não temos encarado apenas cenas de gols e lances bonitos, mas sim mal súbitos, desmaios e até morte em campo.

O exemplo do futebol foi tomado, mas atletas de todas as modalidades estão sujeitos a problemas cardíacos. Para falar sobre isso entrevistamos o Dr. Nabil Ghorayeb, médico com especialização em Cardiologia e em Medicina Esportiva, Doutor (PhD) em Medicina Cardiológica, atual Presidente do Grupo de Estudos em Cardiologia do Esporte da Sociedade Brasileira de Cardiologia e Chefe Seção Médica de Cardiologia do Exercício e Esporte do Instituto Dante Pazzanese da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo é um dos nomes mais respeitados quanto o assunto é a saúde do coração.

Confira abaixo o resultado dessa conversa e saiba como cuidar melhor da sua saúde e os cuidados necessários para praticar esportes com segurança.

Quais os problemas cardíacos que mais afetam os atletas?
São os mesmos de qualquer ser humano, porém por afetarem um atleta ou esportista tem características especiais quanto as condutas a serem tomadas, que devem ser feitas por um cardiologista afeito a prática esportiva.

Os problemas podem ser diferentes para cada tipo de esporte praticado?
Algumas características importantes, como se o esporte é no solo ou água, se ocorrem choques corporais, com que duração e intensidade é praticado etc, podem fazer com que certas pessoas afetadas por doenças cardiovasculares possam ou não praticar aquele determinado esporte.

Praticar exercícios, como a corrida, realmente diminuem as chances de um problema cardíaco?

Sabe-se que corridas de moderada intensidade trazem mais benefícios que riscos para saúde, com sua prática regular. O importante é manter a regularidade dos exercícios, não ultrapassar os limites físicos individuais; seguir todos os cuidados recomendados na avaliação médica prévia é imprescindível, caso tenha algum sintoma surgido durante o esforço físico como dores no tórax, tonturas, palpitações, falta de ar ou algum outro sintoma.

Quais os cuidados necessários que uma pessoa precisa tomar ao se iniciar no esporte? E pessoas que já praticam exercícios há algum tempo?

Sem dúvida hoje em dia é obrigatório o check-up esportivo para atletas competitivos. Aquele que pratica apenas caminhadas de intensidade leve a moderada, um exame clínico, eletrocardiograma e dosagens sanguíneas bastam. Para atividades mais intensas ou então esportivas necessitamos de mais aprofundamento com teste ergométrico feito por cardiologistas além do ecocardiograma. Temos o Instituto Dante Pazzanese no Ibirapuera para agendamento pelo SUS restrito para atletas federados. Particulares e convênios, aberto para todas as pessoas, usamos o Hospital do Coração - HCor localizado no Paraíso.

Em um caso de emergência no meio de uma prova, por exemplo, como devemos agir para ajudar uma vitima até chegar os especialistas?

Tente falar com ela e confirmar se está inconsciente, verifique se está respirando e se não, inicie manobras de respiração boca a boca. Peça ajuda sem sair do lado dela. Se não houver pulso dê um soco no meio do tórax e inicie massagem cardíaca e nesse momento usar o desfibrilador semi-automático. Isso seria a grosso modo o recomendável

Muito se falou sobre os desfibriladores automáticos devido ao caso do jogador Serginho do São Caetano. O senhor acredita que o uso dele pode diminuir os casos de pessoas que morrem de ataque cardíaco? Isso deveria existir nos centros esportivos ?
Com certeza. Isto é uma recomendação mundial e entre nós a lei será promulgada até março próximo, juntamente com uma brigada de emergência em todos eventos esportivos e nas academias

Quais as orientações principais que atletas amadores, como os corredores nas nossas provas, precisam ter para garantir seu bem estar?
Os esportistas precisam manter seus exames de saúde em dia, anual para os sadios e semestral para os que fazem algum tratamento. O atestado médico não é um papel administrativo formal e sim um resultado de uma avaliação do estado clínico do esportista. Esses exames têm que ser realmente feitos por médicos, de preferência por profissionais com experiência na área de medicina e cardiologia do esporte. O que se viu recentemente foram muitos bons profissionais médicos falando de atletas sem nunca terem ao menos examinado um!
Além disso, é muito importante que as provas tenham horários e locais convenientes e equipes móveis treinadas em atendimento de emergências distribuídas pelo caminho.


A Corpore, sempre preocupada com a saúde e bem-estar dos atletas, vem através do seu diretor médico Milton Mizumoto*, aprimorando os serviços médicos tanto nas corridas como em orientações preventivas. Em 1998, deixamos de utilizar ambulâncias de remoção para utilizarmos apenas UTIs móveis totalmente equipadas, inclusive, com desfibriladores.

Em 2000, juntou-se aos eventos uma Coordenadora da Tenda Médica especialista em atendimentos de urgência no Hospital das Clínicas (Advanced Cardio Suport Life) -Dra. Cecilia Damasceno. Em 2003 a novidade foram os Medical Bikers, que são Médicos do Esporte movimentando-se nas provas com bicicletas equipadas; nesse mesmo ano tivemos a adesão de alunos do último ano da Faculdade de Esportes e Medicina da USP orientando os corredores no Funil de Chegada - os Care4You.

Em 2004, através de uma parceria com o Corpo de Bombeiros, introduzimos os Bombeiros Socorristas que consiste na atuação de bombeiros especialmente treinados em atendimento de urgência. Participaram pela primeira vez na última SP Classic.

Como resultado da última passagem do nosso diretor médico pela Maratona de Nova York agora colocamos em pratica exclusivamente nos eventos da Corpore, C4Y-Lookout, uma evolução aprimorada do Care4You. Treinados em atendimento de urgência e munidos com material básico de primeiros socorros, os C4Y - Lookout ficam localizados em pontos estratégicos, previamente determinados para uma vigilância setorizada. Têm como principal função a identificação imediata de alguma ocorrência, comunicando as ambulâncias de UTI e/ou o Bombeiro Socorrista mais próximo do acontecimento.

Saiba mais sobre os Bombeiro Socorrista e o C4Y-Lookout e veja a evolução no atendimento médico da Corpore.

“Estaremos sempre cuidando de cada passo dado por vocês em nossas corridas”.

*Dr Milton Mizumoto é médico com especialização em Medicina do Esporte, Nutrologia, medicia Ortomolecular, Ortopedia e estudante de Acupuntura



 
Últimas notícias
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
Calendario de Eventos AIMS
Calendário AIMS
Curso Nacional de Nutrologia
 
Por: Marcel Trinta

2002-2018 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH