Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Entrevista - Renato Dutra

24/08/2005, por Marcel Trinta

Completando 10 anos como técnico de corrida, Renato Dutra é um grande incentivador e adorador das corridas de rua: “Eu gostava tanto de correr - e ainda gosto! - que não consigo pensar em atuar de outra forma na área da Educação Física”, afirma.

Hoje é sócio da Ação Total, e não se limita apenas a ser treinador da equipe, como também participa de diversas provas, inclusive as de revezamento juntamente com seus alunos.

Saiba um pouco mais sobre ele nessa entrevista:

Quando você descobriu a corrida?
Iniciei na corrida em 1989. Eu jogava futebol e comecei a correr para melhorar meu condicionamento físico. Comecei a correr com amigos e percebi que era algo muito agradável para mim.

E quando você começou trabalhar com esse esporte?
Sou técnico de corrida desde 1995. Este ano completei dez anos como treinador!

Antes disso chegou a trabalhar em outras áreas?
Antes de ser treinador de corrida, fui estagiário do laboratório de Fisiologia do Exercício na USP, na escola de Educação Física e fui avaliador físico em uma academia.

E como surgiu o estímulo para se tornar um técnico de corrida?
Eu gostava tanto de correr - e ainda gosto! - que não consigo pensar em atuar de outra forma na área da Educação Física. Quando entrei na faculdade fiquei maravilhado com tanto conhecimento que poderia aprender e assim ajudar as pessoas a obter saúde e conquistas.

Como foi a criação da Ação Total?
A Ação Total existe há 4 anos. Todavia, eu já era sócio-proprietário de outra empresa e trouxe muitos alunos para treinar na Ação Total quando eu e meu ex-sócio, o Aulus Sellmer, proprietário da atual 4ANY1, decidimos dissolver a sociedade.

Como a Ação Total desenvolve seu trabalho junto aos alunos?
A Ação Total prioriza a saúde, em primeiro lugar. Nosso método visa prevenir lesões e atingir boa postura e equilíbrio muscular. O desempenho é secundário. Quero inclusive agradecer aos alunos, que acreditam muito em nosso trabalho e treinam com bastante animação!

Nesses quatro anos, você viu algum desenvolvimento na sua equipe?
A Ação Total no início possuía 4 professores e 1 estagiário. Hoje possui secretária, auxiliar administrativo, 9 professores e 3 estagiários. A estrutura melhorou porque a demanda cresceu bastante.

Como você vê esse crescimento das corridas de rua?
A corrida de rua no Brasil vem crescendo assustadoramente! Hoje em dia é praticamente impossível correr uma prova com menos de 3 mil corredores. Quando eu comecei, me lembro de ter participado de uma corrida de 6km no Ibirapuera com 300 pessoas!

Ainda estamos em uma crescente do esporte? Muitas pessoas devem aderir a essa prática?
Acho que ainda temos muito espaço para crescer, pois há na verdade muita gente sedentária e o Brasil, ao contrário do que o nosso presidente achava, é um país super nutrido, com muita gente acima do peso.

Você faz parte da Associação dos Técnicos de Corrida de São Paulo (ATC). Qual a importância dela para os técnicos?
A ATC é uma instituição que, além de credibilidade, dá suporte às assessorias esportivas sérias e sempre participa ativamente da corrida de rua, pelo menos na cidade de São Paulo.

A Corpore, por sua vez, representa os corredores, mas mantém um trabalho junto aos treinadores. Como você vê as ações da Corpore?
Acho que a Corpore teve e continua tendo um papel fundamental na vida do corredor. Fomentou o movimento de corrida, fez a massa crescer. A Corpore organiza muito bem suas corridas, com um padrão de qualidade impecável.



 
Últimas notícias
Maratona de Nagoya
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Marcel Trinta

2002-2023 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH