Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Corrida do Centro Histórico - Saiba como foi

11/8/2003, por Flávia de Almeida Prado


Nest
e domingo, dia 10 de agosto, foi realizada mais uma edição da tradicional prova da Corpore: 8ª Corrida Corpore Centro Histórico da Cidade de São Paulo!

Tendo seu local de concentração e chegada no Vale do Anhangabaú, o percurso foi de 10km, completados em 2 voltas. A Corpore, que hoje é o maior clube de corredores da América Latina, premiou os primeiros cinco colocados nas categorias geral feminina e masculina. Houve classificação por CHIP para todos os participantes, medalhas e camisetas a todos que concluíram o percurso - como já é tradicional nas provas da entidade.

A programação começou às 7:00h – com a entrega dos Chips aos 4500 participantes inscritos na competição. Às 8:30h o aquecimento foi realizado pelo Presidente da ATC – Associação de Técnicos de Corrida de São Paulo – o professor de educação física Cláudio Castilho. A Medicol Saúde e o SportsLab - parceiros no atendimento médico Corpore - ajudaram a garantir a segunça de todos os participantes. Os Medical Bikes também estavam presentes por todo o percurso desta prova!

 

 



Uma chuva fina caia quando foi dada a largada, às 9:00h. Celso Ficagna foi o melhor colocado desta prova, tendo completado o percurso em 0h30m23s. Sua equipe é a Pão de Açúcar / Funilense. Na categoria feminina, a corredora a subir mais alto no podium deste domingo foi a Bi campeã desta prova Maria de Fátima Gomes da Silva, que nesta edição, completou o trajeto em 0h37m35s. Sua equipe é a Run&Fun.

 

 


Esta etapa do Circuito Corpore Pão de Açúcar 2003 foi também a seletiva para a participação de associados Corpore na prova de revezamento Hood to Coast. Quatro sócios da entidade, dois homens e duas mulheres, ganharam a oportunidade de viajarem à cidade de Sea Side nos EUA e correrem em equipe 312km - que partem do topo do Monte Hood e seguem até a costa do Pacífico. Além de competirem, os corredores terão a oportunidade de conhecer a Sede Mundial da Nike, localizada em Oregon – EUA. A viagem será do dia 19 ao dia 25 deste mês.

 



No ano de 2002 esta prova teve a participação de 3954 corredores. Neste ano este número subiu para 4500 – confirmando a importância da Corpore – entidade sem fins lucrativos - para a comunidade de corredores, fortalecendo o esporte e sempre garantindo a qualidade e a lisura na organização de corridas de rua no Estado de São Paulo.

 

 

 

 

Veja a Galeria de Fotos

Declarações:

Maria de Fátima Gomes da Silva
Gosto muito deste percurso e o mais difícil hoje foi o frio. Apesar da minha gripe forte, deu pra correr bem, mesmo sabendo que poderia ter corrido ainda melhor. A organização estava ótima, como sempre a Corpore está de parabéns. Este evento é muito legal, e estou feliz de ter vencido tantas provas da Corpore nos últimos tempos. Agradeço a todos da organização, ao meu técnico e nada de descanso! Vou treinar cada vez mais para poder ir bens nas corridas!

 

Celso Ficagna
Achei a prova difícil pelo frio que fez, e também, pois não estou acostumado a correr provas de 10km – treino 3 mil metros com obstáculos em pista. Mas graças a um trabalho de treinos mais longos, hoje consegui me sair bem e vencer a prova. Quem sabe numa dessas começo a correr provas mais longas. Como sempre, as provas da Corpore tem organização impecável e está de parabéns!

 


Kevin Corning (Presidente da Nike do Brasil)
A Nike começou há 30 anos como uma empresa de corrida, e hoje no Brasil, nosso foco está voltado para este esporte e para o futebol. A melhor forma de nos comunicarmos com os corredores é através da Corpore e das corridas que patrocinamos. Eu gosto muito desta prova do Centro Histórico. Este é um dos meus percursos favoritos, pois é também uma ótima oportunidade de ver melhor, sem o trânsito, o centro da cidade. Mas também é um desafio. Muito boa a prova de hoje!

 

Renato Cunha (Gerente de Projetos Corpore)
Apesar de um pequeno atraso na montagem dos postos, tudo deu certo na hidratação da prova. Montamos dois postos no percurso e fiquei no primeiro deles, e pude ver que com o tempo frio, os corredores tomam menos água. Como na maioria das nossas provas, colocamos os postos de três em três quilômetros e tudo correu dentro dos conformes.

 

 

Sueli Anderson Braz – uma das ganhadoras Hood To Coast
Estou ansiosa para poder participar. Não conhecer a equipe não me preocupa muito agora pois acredito que teremos a chance de encontrá-los antes da prova, e para isso vou aberta, pois sempre é legal conhecer gente nova. E agora o que penso mais é em treinar o tempo que resta para poder me sair bem neste desafio!

 

 

Cesar Martins – um dos ganhadores Hood to Coast
Acho que estou bem preparado por que tenho melhorado cada vez mais minha performace, fiz meu melhor tempo do ano nesta corrida e acho que vai ser muito bom participar deste revezamento nos EUA!

 

 

 

Veja os resultados desta prova


Pódium Feminino

Pódium Masculino

Fotos: Hiroto Yoshioka


 
Últimas notícias
Maratona de Nagoya
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Flávia de Almeida Prado

2002-2021 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH