Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Minha História - Christian Key Yoshida

8/4/2003, por Flávia de Almeida Prado

Voltar para Menu das Histórias de Corredor
*Texto de no máximo 4 mil caracteres [ou duas (02) páginas]
**máximo cinco (05) Imagens em JPEG - resolução 150 DPIS
OS TEXTOS SERÃO REVISADOS E EDITADOS SEGUNDO CRITÉRIOS DE REDAÇÃO CORPORE.ORG.BR
Exclusivo para Associados Corpore

Christian Key Yoshida - Corredor Associado Corpore em Minha História

Perseverança - O difícil é começar

No começo de fevereiro do ano passado eu, Christian Key Yoshida, brasileiro, casado, pai de um menino de 7 anos: com 1,70m, pesava 93kg, fumava e bebia na noite, passando muito tempo na boemia.

Já não conseguia nem amarrar os sapatos mais. Com minha auto-estima pra lá de baixa e com um peso que já começava a afetar meus joelhos, refleti sobre o que seria da minha vida e a da minha família, caso não mudasse meus hábitos alimentares e meus vícios.

Procurei uma endocrinologista e resolvi que já era tempo de cuidar de mim. E foi no consultório da médica que resolvi começar a correr, exatamente quando ela disse: "Por que você não pratica uma atividade física? Andar e correr não custa quase nada..."

Com muito sacrifício, a base de medicamentos, e uma dieta de 1200 calorias diárias, comecei a praticar uma disciplina alimentar e a caminhar 15 minutos na avenida perto de casa.

Na primeira semana, quase desisti, pois me achava feio e gordo para sair na rua. Depois de duas semanas, e 8 kg mais magro, já tinha mais disposição e ânimo. Comecei a caminhar e depois a fazer um leve trote de 30 minutos, aumentando cada vez mais meu percurso.

Passado um mês e meio depois, 23kg mais magro, sentia-me ótimo com disposição de até correr a São Silvestre - e foi essa a minha meta, me preparar para enfrentar a São Silvestre. Para isto, durante o ano, participei de várias provas menores mas não menos importantes, de 6km a 10km, entre elas diversas corridas de rua da Corpore.

No final de tudo, larguei entre os desconhecidos corredores na av. Paulista e terminei triunfante a São Silvestre em 1hora e meia.

Depois desta fabulosa experiência, só tenho a agradecer às pessoas que me incentivaram: minha esposa e meu filho, meu amigo Taka (professor de educação física e personal trainer), ao pessoal das antigas (RAK, Gira, Harada, Shida, Tita, Kazu) e falar pra todo mundo que o melhor é estar saudável.

Persevere! Pois o difícil mesmo é começar!


Associado Corpore: Gostou da história que acabou de ler? Pois então colabore com esta coluna. Divida suas histórias com outros corredores. Para isso, nos envie seu texto* e imagens** para [email protected] e aguarde a publicação aqui no site! Participe





 
Últimas notícias
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
 
Por: Flávia de Almeida Prado

2002-2019 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH