Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Ilhabela Corpore Terra e Mar 2003 – Premiação e Declarações
Prefeito de Ilhabela, Sr. Manoel Marcos de Jesus Ferreira entregou o prêmio à 1ª Equipe na Classificação Geral – Find Yourself Pro, em 7h03m50s.
O Diretor de Instruções da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Cel. PM Salvador Pettinato Neto, entregou o troféu à 2ª Equipe na Classificação Geral – Ilhabela que completou a prova em 7h20m17s.
O Vice Prefeito de Ilhabela, Sr. Gilson Tangerino entregou o troféu para a 3ª Equipe da Categoria Geral, Círculo Militar, que completou a prova em 7h455m00s.
Comandante da Escolta da Polícia do Exército, Capitão Paulo David entregou o troféu à 4ª Equipe na Classificação Geral, Trilopez 1 que completou a prova em 7h55m37s.
Secretário de Turismo de Ilhabela, Sr. Ricardo Fazzini entregou o prêmio à 5ª Equipe na Classificação Geral – Run&Fun Sun que completou a prova em 8h05m25s.
Ricardo Nogueira (Rick) – Comunidade de Coluntários da Ilhabela entregou o prêmio ao atleta que obteve melhor desempenho no trecho de Castelhanos: da Equipe Find Yourself Pro, Leandro Prates Oliveira, que completou o trecho em 42m46s.
O Presidente da Corpore, David Cytrynowicz entregou o troféu a corredora que obteve melhor tempo no trecho de Castelhanos: Eliana Reinert, da Equipe Projeto Correr, completou o trecho em 1h02m13s.
Vereador Luiz Lobo entregou o prêmio para a 1ª Equipe acima dos 40 anos, Advantech, que completou a prova em 8h20m55s.
Diretor da Divisão do Trânsito da Ilhabela, Sr. Laudelino Carlos de Souza Dias, entregou o troféu à 2ª Equipe melhor colocada na categoria acima dos 40 anos, Alphafas, que completou a prova em 8h49m14s.
Secretário da Saúde da Estância de Ilhabela, Dr. Antônio Luiz Colucci entregou o troféu à 3ª Equipe acima de 40 anos, CAP18, que completou a prova em 8h59m33s
A Diretora do Parque Estadual da Ilhabela, Sra. Kátia Regina Biagini Arean entregou o troféu à 1ª Equipe até 39 anos – Eco Amigos Ação Total, que completou a prova em 8h41m53s.
Luiz Fernando Bernades, diretor da ATC (Associação de Técnicos de Corrida de São Paulo) entregou o troféu à corredora mais jovem, Cristina Pousaitis Oliveira, de 18 anos, do Projeto Correr
O Diretor Médico da Corpore, Dr. Milton Mizumoto entregou o troféu de corredor mais idoso a Jair Ferrari, de 61 anos, da Equipe Alphafas
Diretor Tesoureiro da Corpore, Yves Mifano entregou o troféu ao nadador que teve melhor tempo: 0h21m37s – Gustavo de Barros Neto, da Equipe Z’Track Clínica Paulista Zoom
Diretor Técnico Corpore, Dr. Mario Rololo entregou o troféu à nadadora que completou a travessia em menor tempo: 0h26m15s – Beatriz Bertani da Silva, da Equipe CAP 18

 

Prefeito de Ilhabela – Sr. Manoel Marcos de Jesus
“Vemos a prova da Corpore, aqui em ilhabela, com muita alegria pois é uma forma de movimentar a economia e o turismo da cidade, por meio de uma competição esportiva que demanda uma participação maciça de atletas e de equipes de apoio. Então a Corpore Ilhabela Terra e Mar é uma competição que já inserimos no calendário de Ilhabela.

Nós daqui vemos no esporte um meio de em primeiro lugar, dar a oportunidade de mais pessoas virem contemplar este presente que a natureza nos deu que é a maravilhosa ilha, e em segundo lugar dar maio noção de preservação da natureza, da cidade, dos trechos de trilhas e etc; e acredito que assim possamos trazer bons frutos para a cidade. Por exemplo, nesta semana recebemos a visita do Comitê Olímpico Brasileiro, pois, caso São Paulo seja eleita a sede dos Jogos Olímpicos de 2012, Ilhabela irá sediar o núcleo de Iatismo.”


Maria José de Souza - Equipe Circulo militar
“Me sinto muito bem, cheguei inteira depois de fazer o maravilhoso percurso. Treino direto com a equipe do Circulo Militar, mas esta foi a primeira vez que vim para a Ilhabela, tanto para a prova da Corpore, como para conhecer a cidade. A corrida foi muito boa, é aventura de verdade – muito emocionante. Fico até sem saber o que falar. Foi tudo ótimo!”

Luis Fernando Bernardi– Técnico da Equipe Find Yourself Pro

“Sinceramente, viemos desafogar as mágoas. No ano passado ficamos em segundo lugar, e neste ano viemos com força total para ganhar, e a sensação é de missão cumprida. Esta é uma prova de aventura complexa, cuja logística é fundamental para obter sucesso na equipe. Colocar atletas para correr bem é fácil, o difícil é controlar a ansiedade, chegar no tempo certo em cada posto de transição, fazer com que cada um corra o seu melhor”.

 

Alex Bruno Olivatto – Técnico da Equipe Find Yourself Pro

“Treinamos todos eles em subidas e descidas, trabalhamos o fortalecimento muscular e preparamos o psicológico dos atletas. Conhecendo desde o ano passado as características da prova, pudemos colocar os atletas certos nos trechos difíceis. Uma das coisas que considero mais importantes numa prova de aventura é o envolvimento da equipe e das pessoas que os apóiam. O pessoal veio muito bem entrosado e motivado, o que acredito que determinou nossa vitória”.


Leandro Prates Oliveira – Atleta Find Yourself Pro - correu castelhanos – foi o melhor neste trecho (42m46s)
A aventura, com revezamento, foi boa, inclusive para que eu adquirisse uma nova experiência, pois estou mais acostumado com corridas de rua. Apesar de estar me saindo bem nas provas de rua, conseguindo subir ao podium em muitas delas, tem apenas quatro meses que vim da Bahia, e lá sim eu corria em percursos difíceis. Mas agora estou trabalhando junto com a Find e quero dar continuidade com as provas de rua. Foi maravilhoso participar e ver tudo de perto que rolou aqui ontem.

Paulo Nogueira – Técnico da Equipe Círculo Militar
“O gostoso de chegar bem nesta prova, e ser premiado é ver que a nossa equipe, sem atletas chamados apenas para esta prova, pode fazer bonito também. Todos treinam comigo, desde aqueles que entraram há seis meses aos mais antigos, a alegria de participar e ter uma boa colocação é geral. Por isso fazemos muita festa! São mais que corredores, são amigos também. Estamos nos programando desde janeiro, todos estavam preparados, todos se empenharam em planejar juntos a prova: um entende de informática, outro de logística, então todos colaboraram para virmos bem para a prova. Por isso fica tão gostoso. E agora, vamos todos juntos curtir a praia!”

Evaldo Gomes de Jesus da Equipe de Ilhabela – Castelhanos (45m37s)
“A prova foi bem legal, apesar de ter acabado de me recuperar de uma contusão no tornozelo. No dia da aventura, tive que encarar mesmo assim, pois nosso reserva já estava cobrindo outro corredor que ficou doente. Então tive que acreditar no meu potencial e graças a Deus, chegamos bem. Tivemos que treinar individualmente, mas a equipe estava muito unida e fomos para a luta. A organização do evento estava ótima, toda equipe muito atenta para não ocorrer erros, os voluntários empenhados, excelente”.

Adelino – coordenador local dos postos de revezamento
“Foi ótimo trabalhar na estrutura da prova, sou de Ilhabela e coordenei 40 pessoas que ficavam nos postos de transição. Foi corrido gerenciar tudo, mas é muito bom poder fazer parte da equipe. Não dormi nos últimos dias, mas valeu a pena”

(na foto à direita ao lado do Cordenador Corpore Helio)

David Cytrynowicz – Presidente da Corpore
“Terceira edição: primeiro vem a satisfação de mais um evento realizado a contento para a Corpore, por perceber que o público alvo do nosso trabalho - que é o corredor - sai extremamente satisfeito.

Ao longo da semana tivemos altos e baixos com relação à previsão de tempo, e de quinta pra cá se anunciava um fim de semana catastrófico. Chuvas fortes, entradas de vento, e estávamos temerosos por conta da logística da prova. Mas finalmente, fomos abençoados. A frente fria limpou a área e preparou um dia maravilhoso excelente para corrida. Tempo bonito com brisa. Para a natação, o tempo estava difícil, mas desta vez, os nadadores puderam mostrar para os atletas de forma geral, qual a importância da experiente de um nadador talhado para fazer natação em águas abertas, e o ele fez a diferença.

Tivemos aí uma série de inseguranças prévias e confirmações de que tudo correu bem ao longo do dia.

Percebemos também que chegamos no limite da nossa prova, que não pode comportar mais de que esta estrutura de automóveis. Vamos manter para o ano que vem 80 equipes, e precisamos ver ainda como será a escolha destas, e de qualquer forma, queremos ampliar modalidades, número de participantes, sem ampliar o número de automóveis. Eu diria que gradativamente viemos crescendo, e este ano estávamos melhor organizados, e os atletas mais experientes também fizeram com que esta prova realmente fosse a festa que desejávamos”.

Fotos: Flávia de Almeida Prado



 
Últimas notícias
Livro Missão Corpore
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Flávia de Almeida Prado

2002-2021 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH