Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Barro Branco 2003 - Declarações Pós Prova

10/6/2003, por Flávia de Almeida Prado
Dia 8 de Junho de 2003 - Declarações

“No ano passado também participei da prova e cheguei em 3º lugar, por isso já sabia que o percurso era difícil. Mas como tenho desenvolvido um bom trabalho com meu treinador, vim com a convicção de que não existe prova difícil se você está bem treinado. O difícil se tornou fácil e consegui vencer a corrida. A organização merece só elogios por todo o percurso fechado, pelo apoio policial, pela ótima hidratação, tudo ocorreu às mil maravilhas. - MARCELO JOSE DA SILVA (0:21:26 SPRINT - BASIC)

 

 

 

 

“No ano passado também participei e peguei podium, mas neste ano, consegui ir melhor. Não estava com a roupa adequada, corri de calça, sem a camisa da equipe, mas a carreguei comigo no coração, me dando força e inspiração. Fiz um tempo bom e estou muito contente, mesmo tendo saído de uma semana de gripe. Mesmo com tudo isso, ainda que sem patrocínio, me sinto contente. Ganhei hoje também o plano de saúde de seis meses da Medicol, o que vai me ajudar muito, e sou muito grata a eles, ao Mario Sergio – meu treinador-; a Corpore”. MARIA DE FATIMA GOMES DA SILVA (0:25:29 Run&Fun)

 

 

 

“Foi muito bom participar da prova, e agradeço em primeiro lugar a meu namorado e a meu irmão que me dão muita força no meu condicionamento físico. Agradeço também aos meus amigos que sempre me incentivaram, inclusive hoje durante a corrida. A organização da prova estava ótima, e mesmo que nós da academia estejamos acostumados com este percurso, que é difícil, é sempre bom nos superarmos nesta corrida da Corpore. Estou muito feliz”. Adaina da Silva Rosa (00:36:14 Academia PM Barro Branco)

 

 

 

 

J“A prova tem um alto nível de qualidade, e acredito que a união entre a academia de Polícia Miliar do Barro Branco e a Corpore fortalecem e engrandecem o esporte. A organização da prova estava muito boa, me sinto feliz em ter participado”. Jefferson Jesus dos Santos (00:26:03 Academia PM Barro Branco)


 

 

 

“Queremos dar oportunidade para as pessoas mais jovens de conviver com este ídolo dos brasileiros, pois está é uma emoção muito grande. Acho importante a gente frisar a importância deste atleta para aqueles que não o conhecem. Eder Jofre foi bi-campeão mundial de boxe Peso Galo, e depois Peso Pena. O primeiro em 1960 e depois 1973. Em 1982 ele foi considerado o maior Peso Galo da história do boxe na comemoração dos 30 anos da Confederação Mundial de Boxe. A Associação Interamericana de Imprensa, em 1985, o reconheceu novamente como o maior Peso Galo da história. Em 1992 entrou no Hall of Fame, título conferido pela primeira vez a um atleta fora do eixo Europa/ EUA. Em 1996 foi eleito um dos 10 maiores lutadores da era moderna, suplantando pugilistas como Mike Tyson e Evander Hollyfield. Foi colocado em nono lugar de todos os tempos, e agora está aqui do nosso lado - é importante que vocês vejam quem está aqui conosco. Em Bogotá, em uma de suas lutas que valiam um título mundial, foi assistido por 53 mil pessoas. Hoje muitas vezes não vemos isso nem mesmo no futebol. Em 1962, no Ibirapuera, tivemos 23 mil pessoas, o maior público de lutas de boxe no parque, das quais uma delas era eu, adolescente que gostava muito de boxe, e acompanhei as lutas de Eder Jofre pelo rádio. Na época em que lutou, Eder Jofre trouxe para nós algo que poucos ídolos conseguem. O que nos deixa muito feliz é proporcionar e ter este contato pessoal com este atleta”. - David Cytrynowicz (Presidente da Corpore)

“Obrigado a Corpore, e a todos vocês também, pelo reconhecimento. Não sabia que encontraria tantas pessoas aqui, tantos amantes do esporte e esportistas. Agradeço de coração. Vim de família humilde, e se não fosse pelo meu pai, que era meu técnico, não estaria aqui hoje recebendo este presente de vocês. Lembro-me de uma passagem da minha história, numa luta em que me tornei campeão do mundo. Foi uma luta terrível, sacrificante, e cheguei a falar com meu pai que não sabia se agüentaria. Foi então que ele me disse “o povo brasileiro espera sua vitória”. Tomei coragem! Pedi um banho gelado – de balde-; que foi o mais gostoso da minha vida, e consegui recuperar as forças e levei o adversário a nocaute. Temos que ter no esporte, muita garra, determinação, decisão, força de vontade e dom! Seja qual for a modalidade! Assim, parabéns a todos os corredores e obrigado”. - Eder Jofre (pugilista homenageado Corpore)

Eder Jofre, em entrevista exclusiva para o site da Corpore declarou: “O pugilista tem como compromisso profissional, fazer o footing que nada mais é que uma corrida. O pugilista corre todos os dias de manhã, logo no início do treinamento! Considero a corrida um esporte que faz bem para o corpo e para a mente. Me sinto em casa entre tantos corredores”.


No dia da prova do Barro Branco, Luciano Prado foi até lá para compartilhar com a organização Corpore e com os corredores uma grande novidade. Ele, que foi Marcador de Ritmo Corpore, e trabalhou voluntariamente neste projeto solidário da I Maratona Corpore e IV Meia Maratona Corpore 2003, após ter conseguido novo patrocínio (KLM e Nike), conseguiu voar até a Holanda e participar da prova TH Croon, em Apeldoorn. Luciano não voltou de mãos vazias. O brasileiro conseguiu o segundo melhor desempenho na prova de 24 horas, ao percorrer 229km e 760m. Na foto ao lado, estão o Diretor de Comunicações Corpore e Coordenador do Projeto Marcadores de Ritmo, Alfredo Donadio, Luciano Prado com o trofeu conquistado na prova holandesa, e seu companheiro Marcador de Ritmo Corpore e treinador da equipe TEM, Agnaldo Sampaio. Parabéns, Luciano!

Matéria sobre a prova
Programação da prova
Próxima Prova Circuito de Corrida Corpore Pão de Açúcar:
Corrida Bombeiros Corpore - 6 de julho de 2003



 
Últimas notícias
Livro Missão Corpore
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Flávia de Almeida Prado

2002-2021 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH