Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

Corpore, 30 anos!

3/4/2012, por Paula Diniz

O Maior Clube de Corredores da América Latina completou 30 anos ontem, 03/04/2012. Vamos comemorar com uma ginástica na memória para relembrar os fatos e as realizações mais marcantes dos últimos cinco anos (2007 a 2012). As lembranças são de pessoas que transpiram para a Corpore continuar sendo o Maior Clube de Corredores da América Latina.


David Cytrynowicz – Presidente da Corpore

Considerando os acontecimentos mais importantes nesses últimos 5 anos, quais ficaram mais marcados na sua memória?

“Nos últimos 5 anos a Corpore chegou a um ponto de inflexão. Nesse momento foi necessário rever-se e reinventar-se como organização. Mas nosso foco permanece nas necessidades dos corredores, sempre considerando as possibilidades da cidade.

Tivemos uma série de ações e eventos renovados, tanto na área esportiva quanto nas áreas social e de sustentabilidade. O mercado de corridas de rua se tornou mais vigoroso e competitivo, e a Corpore teve que se reestruturar para fazer frente aos novos desafios. No entanto a Corpore sempre foi  “ponta de lança” em relação às necessidades dos corredores e continuará sendo, mesmo nesse mundo em que as corridas de rua viraram commodities."
 
E os desafios?

"Identificar as necessidades e atentar para o conforto do corredor antes, depois e ao longo das provas. Ao proporcionar qualidade nos pequenos detalhes, a Corpore traz conforto e faz a diferença.

A Corpore investe em treinamento para o staff das corridas, investe nos guias voluntários, na equipe de médicos e paramédicos sempre de prontidão nas provas...

Continuaremos com um olhar para o corredor, com bastante atenção às suas necessidades ainda não atendidas. Acreditamos que um modelo bem feito acaba sendo replicado pela sua adequação. Nossa missão social deverá ter cada vez mais lugar nas nossas ações.

O desafio está em conseguir ser uma entidade que busca atender as necessidades do corredor e da sociedade, facilitando o entrosamento do corredor com o espaço público onde a corrida acontece. A Corpore é e deve ser vista como um ponto de conexão entre os grupos de corredores e a sociedade da qual são parte.

Hoje já existem movimentos mais autônomos de corredores. Por isso o desafio e o papel atual da Corpore  é favorecer o entrosamento entre os vários grupos envolvidos na corrida de rua: corredores, poder público, patrocinadores, parceiros etc., sempre considerando os diversos interesses de cada um desses grupos. ”  


Octávio Aronis - Vice-Presidente

"Nesses últimos cinco anos, frente a um mercado de corrida com estratégias cada vez mais profissionalizadas, a Corpore passou por uma revisão de sua missão. Como pontos positivos, mantém uma marca forte e a confiança dos corredores. Sua visão de futuro passa pela revitalização da entidade e pela promoção de ainda mais interação com os corredores de rua."


Amadeu Armentano Neto – Presidente do Conselho Deliberativo da Corpore

“Para a Corpore e para o universo da corrida na América Latina, sem dúvidas o acontecimento mais importante nos últimos cinco anos foi o Congresso Mundial da AIMS, fruto do esforço pessoal do presidente David Cytrynowicz. Ele foi para a China no Congresso anterior e conseguiu trazer para o Brasil o 17º Congresso Mundial da AIMS, que congraça os maiores nomes da corrida de rua do mundo.

Nos últimos cinco anos a Corpore contribuiu com a corrida de rua demonstrando que é possível transformar o sonho em realidade, garantindo um padrão técnico reconhecido mundialmente.”     


Yves Mifano – Diretor de Patrimônio e Membro do Conselho Deliberativo da Corpore

“Entre os principais acontecimentos desses últimos cinco anos, destaco a mudança de paradigma que vivemos no mercado de corrida de rua. A Corpore precisou se repensar para ser mais eficiente, e hoje está nesse caminho. Estamos estudando nossos objetivos e quais caminhos trilhar para atingi-los. Vejo que uma das atitudes necessárias agora é racionalizar processos sem perder o DNA do Clube de Corredores que a Corpore é.”
 


Da esquerda para a direita, Yves, David, Malik e Octávio.


Wanderlei Oliveira – Corredor e um dos fundadores da Corpore.


“Como corredor e praticamente o único dos fundadores que contina competindo, o que mais marcou esses últimos cinco anos foi o respeito, a atenção e o carinho com que TODOS os corredores são recebidos nos eventos organizados pela Corpore. Outro fato que merece destaque sobre a Corpore, desde sua fundação, há 30 anos, é o pioneirismo e as novidades criadas para melhorar e facilitar a vida do corredor.
A Largada em Ondas, na abertura do Circuito Corpore 2012, foi nota 10!

A Corpore também contribuiu para que as MULHERES pegassem o gosto pela corrida aumentando a participação delas nas provas. Para isso a Corpore incentiva, respeita e valoriza a participação feminina (leia em www.espn.com.br/wanderleideoliveira sobre o boom feminino nas corridas de rua).”


Armando Francisco – Diretor Executivo e Empresário Parceiro

“São tantos os acontecimentos nesta vida ligada à Corpore que é difícil me lembrar de qual teria sido o mais marcante. Algumas decisões tomadas nos últimos anos caminham para que tenhamos uma entidade mais madura em busca de alinhamento com as demandas do mundo atual.

A criação da Diretoria de Marketing com a contratação do Charles Groisman faz parte deste novo momento, assim como a separação das atividades da Corpore da operação dos eventos – tarefa delegada a uma empresa da qual também faço parte –  são marcos importantes que irão permitir um novo momento a nossa entidade.
Como disse, tenho dificuldades em destacar momentos, mas gostaria de resumir que o melhor mesmo é  poder fazer parte desta ideia que é a nossa entidade, a Corpore.”


Edgard José dos Santos – Diretor Administrativo

“Assumi como diretor da Corpore em 01/02/2007, após ter atuado como voluntário Corpore nos 9 anos anteriores. Depois de muito pensar, fiz uma mudança radical: saí do JP Morgan, onde era consultor de comércio exterior para unir o hobby (correr) à vida profissional. Não me arrependo e procuro me dedicar ao máximo ao que gosto.

Sou corredor mas não corro as provas da Corpore, pois nelas trabalho. Percebi muita evolução técnica devido à preocupação de melhoria contínua daquilo que a entidade oferece ao atleta.
Como diretor pude contribuir para dar autonomia à Corpore na cronometragem, escolhendo a tecnologia, trazendo os equipamentos e implantando os processos.”



17º Congresso Mundial da AIMS, trazido pela Corpore ao Brasil em 2009. Foi o primeiro e único congresso da associação realizado no hemisfério sul


José Reynaldo Figueiredo – Diretor Técnico

"Os últimos cinco anos foram profícuos para a Corpore. Mostramos nossa cara ao mundo ao realizar o Congresso Internacional da AIMS, que foi um sucesso. Estivemos em Chicago e Berlin com stands temáticos, apresentando nossa entidade em feiras de maratonas que são super concorridas.

No Brasil a marca Corpore ficou ainda mais destacada com eventos em vários estados brasileiros e em muitas cidades paulistas. Para os brasileiros de outras paragens, levamos o que há de melhor na realização de corridas bem organizadas.

No âmbito caseiro não poderia deixar de destacar a qualidade dos eventos da Corpore. A Corpore é sinônimo de inovação e organização. Não há corredor em São Paulo que não reconheça a Corpore como a verdadeira casa do corredor paulista.

Um destaque a ser dado é o amor pela corrida, que todos os que militam na Corpore sentem. Esse é o nosso diferencial. Não somos empresários de corrida, somos corredores. Fazemos as corridas que gostaríamos de correr. Simples assim."


Hélio Faria – membro do Conselho Deliberativo da Corpore

“A atenção da Corpore sempre esteve voltada aos corredores. Nas barracas, a gente procura dar atenção especial aos corredores.

Treinamos pessoas do Campo Limpo para trabalharem nas barracas. Umas entregam os kits, outras entregam as medalhas, outras fazem reposição, outras ajudam na limpeza... Elas foram mais treinadas, ficaram mais especializadas em logística e organização. Houve um aperfeiçoamento dessas pessoas.
É o Rubão quem traz as pessoas da periferia e a gente treina. E cada barraca tem um coordenador. Temos que contabilizar todas as medalhas entregues no dia da prova. O número tem que bater com a cronometragem. Esse trabalho da contagem evita o desperdício.

A criação do Espaço Mulher também foi marcante. É um espaço especial e exclusivo para as corredoras.”    


Paulo Bueno – Locutor, também trabalha na produção dos eventos.

“O que mais se evidencia na Corpore ao longo destes anos é o carinho e o comprometimento dos profissionais envolvidos nos eventos, desde sua elaboração até sua execução. Ser Corpore é pertencer a uma família.
 Nesses últimos 5 anos a Corpore evoluiu principalmente por entender que é chegada a hora de mudar e buscar novos desafios, lembrando que as metas que haviam sido traçadas foram alcançadas.”  

Ver também Acontecimentos há 30 anos...


 
Últimas notícias
Livro Missão Corpore
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
 
Por: Paula Diniz

2002-2021 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH