Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

IV Ilhabela Corpore Terra e Mar - Veja como foi

17/05/2004, por Marcel Trinta

 

Resultados

Galeria de fotos

Depoimentos

Vencedores da promoção Corpore - Hotel Mercure

Prevenir é o melhor remédio


Às 4h45 da madrugada do dia 15 de maio, 4 das 109 equipes inscritas largaram e deram início a 4ª edição da prova de revezamento Ilhabela Corpore Terra e Mar, uma prova que envolve táticas, aventura e muita confraternização das equipes.

Essa prova é disputada apenas por sócios da Corpore e a cada ano a procura é maior, aumentando cada vez mais o número de participantes. “Tivemos 43 equipes na primeira edição, passando para 63 na segunda, 84 na terceira e chegando a 109 hoje. Esse ano chegamos ao nosso limite, mas esse limite será quebrado com certeza no ano que vem, onde a procura pela prova será maior e arrumaremos uma maneira de fazer mais equipes participarem”, afirmou o presidente David Cytrynowicz.

A entrega dos kits

Mas o evento não começou na largada. A entrega dos kits das equipes foi feita na sexta-feira (14/05) na estrutura montada pela Corpore em frente a Escola de Vela BL3. Desde às 15h as equipes foram chegando para retirar camisetas e munhequeiras que seriam utilizadas na prova.

O dia estava ensolarado e as equipes foram chegando aos poucos fazendo com que a entrega dos kits ocorresse com muita tranqüilidade. A última equipe retirou seu kit às 23h45, quando faltavam apenas 5h para o inicio da prova e a maioria das equipes já estava descansando e se preparando para o que teriam que enfrentar no dia seguinte.

 

A prova

 

Após às 4h45, a cada 5 minutos largavam 4 equipes, até às 7h10, quando as últimas equipes passaram pelo pórtico de largada para fazer o primeiro trecho da prova, rumo ao sul da ilha, em direção a Borrifos.

No início da prova, o tempo já havia mudado em relação a sexta-feira e era possível perceber que o sol não estaria presente, o que seria um beneficio aos corredores. Porém, surgiu aí um outro fator: a chuva. Já durante a largada, por volta das 6h, uma forte chuva caiu em Ilhabela, que durou poucos minutos. Depois disso, o dia amanheceu com um clima propício para a corrida, tempo nublado, com temperatura amena.

Os corredores voltavam do sul e passavam pela arena, onde entregavam a munhequeira aos nadadores. O primeiro nadador entrou no mar às 8h31 e encontrou uma verdadeira piscina; o mar estava calmo fazendo com que a primeira perna da natação (que contou com 2 voltas de 500m) acontecesse de forma tranqüila.

Após sair da água, o nadador passava a munhequeira para um de seus companheiros que rumava a Castelhanos, um dos trechos mais difíceis para os atletas devido aos 6km de subidas e descidas. Daí, as equipes rumavam ao norte da ilha (Jabaquara), para depois voltarem à arena, trecho que também foi feito por David e Octávio Aronis, o vice-presidente da Corpore.

Ao voltar à arena, era a vez dos nadadores entrarem novamente em ação para fazer a segunda perna da natação (500m) e, depois disso, a equipe completa corria os últimos 3km da prova rumo a chegada, uma das partes mais emocionantes e onde pudemos ver a satisfação de cada um dos 773 atletas inscritos na prova.

A primeira equipe a passar pelo pórtico de chegada foi a Advantech, que ficou em segundo lugar na classificação das equipes com mais de 40 anos.

A equipe em primeiro lugar na classificação geral e que atingiu o tricampeonato da prova foi a Find Yourself/Segasp. Na chegada, a equipe se mostrou muito emocionada por possivelmente ter batido o recorde da prova, o que foi confirmado na premiação. A equipe chegou com o tempo de 6h57m42s. O nadador da equipe, Juliano Takashi Wada, era um dos mais emocionados e, com certeza, o mais desgastado pela prova, fazendo com que ele fosse ao chão e ficasse deitado logo após a chegada por alguns minutos. “Cansei muito na corrida porque não estou treinando corrida, só natação. Então foi muito difícil pra mim. O mar estava muito bom pra nadar, tive alguns problemas de navegação pois estou mais acostumado a nadar na piscina, mas foi bom, deu pra bater o recorde da prova. Cansei muito mesmo na corrida, mas consegui”, afirmou.

Todas as 109 chegadas foram feitas com batedores da Polícia do Exército e os atletas chegaram todos de mãos dadas, mostrando toda a união e alegria de participarem desse evento que não é só uma grande prova, mas também uma grande confraternização que começa na sexta-feira com a chegada das equipes, continua durante toda a adrenalina e competição que a prova proporciona no sábado e termina no café-da-manhã de premiação que aconteceu no domingo no hotel Ilha Flat.

 

 

Perna 2 de natação

Por volta das 14h30 a chuva voltou forte e trouxe algumas mudanças para a prova. Com ventos fortes o mar começou a ficar muito agitado, o que o transformou em uma verdadeira “esteira” como classificou o presidente David Cytrynowicz. Além disso, os relâmpagos que começaram a cair ameaçavam os nadadores, fazendo com que a segunda perna da natação fosse interrompida quando faltavam 12 equipes para fazer este trecho. Quando a decisão foi tomada, ainda havia um nadador na água que foi acompanhado por um caiaque da organização até que ele terminasse o percurso.

“A interrupção e mudança de um percurso fazia parte do regulamento da prova. As condições eram muito adversas para os nadadores e eles corriam perigo. Até as bóias que demarcavam o percurso estavam sendo arrastadas pela maré. O último nadador parecia estar em um esteira, além disso trovões e raios começaram a cair. Por isso, fomos obrigados a interromper esse trecho”, afirmou David

Com isso, foi necessário que a diretoria da Corpore se reunisse na noite do dia 15 para resolver como seria feita a classificação da prova. Como nenhuma das 12 equipes estavam lutando por altas posições, a premiação foi feita normalmente para as primeiras equipes e a classificação geral será divulgada nos próximos dias após ser feito um cálculo que utilizará a média das equipes.

A premiação

O salão do hotel Ilha Flat começou a encher logo às 8h30 com todas as equipes ansiosas para saber o resultado oficial da prova e as medidas que seriam tomadas devido a interrupção da perna 2 de natação quando ainda faltavam 12 equipes completarem esse trecho.

Antes do início da premiação, foi feito o sorteio dos ganhadores da promoção Corpore – Hotel Mercure, na qual foram distribuídos almoços, jantares e um pacote romântico aos associados da entidade.

Depois disso, David falou sobre a evolução da prova, as mudanças e como seria feita a classificação com a não participação das 12 equipes na perna 2 de natação.

O diretor médico, Dr. Milton Mizumoto também tomou a palavra para mostrar que de 773 inscritos, aconteceram apenas 17 casos de atendimento médico, sendo que destes apenas 2 foram de hipoglicemia. “Isso se deu graças a um trabalho de conscientização que vem sendo feito junto aos corredores, inclusive com matérias no site”, afirmou Milton.

Durante a cerimônia também foi lembrado o trabalho de Edgard dos Santos, secretário geral da entidade, que com a utilização de seus cálculos foi possível montar toda a logística da prova. Edgard foi aplaudido ao mostrar o trabalho feito para a prova, onde havia diferença apenas de minutos entre o real e o previsto, comprovando o que ele disse em uma entrevista: “A sofisticação do planejamento está chegando a um ponto que logo iremos publicar o resultado provável antes da realização da prova”

David então iniciou a premiação e anunciou a classificação do primeiro colocado até chegar ao quinto. Para premiar a equipe vencedora foi chamado Alfredo Cirilo, secretário de turismo de Ilhabela, que parabenizou a Corpore pela prova e inclusive sugeriu a realização de 2 provas por ano na ilha, comprovando os benefícios que o evento traz.

Para finalizar, David lembrou que haverá mudanças na forma de inscrição para as provas de aventura e afirmou que elas já acontecerão na prova de Campos do Jordão (18/09). Se você tem alguma sugestão envie para [email protected]

Veja quem foram os premiados:

Geral

Equipe Tempo
Find Yourself/Segasp
6:57:42
Giant Cargo/ Pn Treinamento 7:12:08
Ilhabela 7:16:21
Trilopez/Citroen /Mizuno - I 7:28:50
Ação Total - Amigos 7:52:54

 

Equipes com mais de 40 anos

Equipe Tempo
Run Fun & Sun 8:03:11
Advantech 8:18:45
Cap 18 8:26:27

Equipes até 39 anos

Equipe Tempo
Top Notch Training 8:03:29
Paulistano 1 8:05:41
Círculo Militar/Pn Treinamento 1 8:14:04

 

Castelhanos

Atleta Equipe Tempo
Leandro Prates Oliveira FindYourSelf/Segasp 0:41:56
Luciana Garofolo Run Fun & Sea 1:01:56

Natação

Atleta Equipe Tempo
Alexandre Angelotti Nova 1 0:21:03
Beatriz Bertani Da Silva Cap 18 0:25:49

 

Atleta mais idoso

Atleta Equipe
Ovidio Mariano Zanetti Circulo Militar/PN Treinamento 5

 

Confira em breve: galeria de fotos.




 
Últimas notícias
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
 
Por: Marcel Trinta

2002-2019 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH