Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

IV Ilhabela Corpore Terra e Mar - Prevenir é o melhor remédio

20/05/2004, por Milton Mizumoto

 

Confira como foi a prova, os depoimentos e os resultados.

Nesta quarta edição do Circuito de Aventuras Ilhabela Terra e Mar pudemos observar como são importante os cuidados prévios não só da equipe que organiza as provas, mas também dos atletas.

A equipe médica tomou antecipadamente todos os cuidados no planejamento da logística de deslocamento das UTIs e também aumentando em 50% o número de ambulâncias para atender ao aumento de 30% do número de atletas em relação ao ano anterior (em 2003 tivemos 4 UTIs + 6 médicos + 4 enfermeiros e Tenda Médica; em 2004 tivemos 6 UTIs + 8 médicos + 4 enfermeiros).

Apesar de toda a logística estabelecida, na véspera da prova, Edgard informou-nos que 35% das equipes tinham mudado alguns atletas, interferindo assim na velocidade das equipes e, conseqüentemente, na logística de deslocamentos das UTIs.

Edgard José dos Santos é hoje, apesar de não médico, imprescindível para toda a logística médica. Ele é o secretário-geral e o “homem dos números” da entidade. Trabalha como analista em informática e sem seus cálculos e números não haveria condições de um planejamento.

Passei a noite na varanda da Pousada dos Guanumbis observando o mar do alto do morro e reestruturando a logística; foi uma noite trabalhosa, exceto pela vista panorâmica da ilha.

Marcel Trinta, jornalista da Corpore, nosso responsável pelo site e e-mails, também foi responsável pelo baixo índice de casos de hipoglicemia, dispararando para todas as equipes o artigo “Não deixe a hipoglicemia te alcançar”.

Tivemos apenas dois casos de hipoglicemia na prova, número que deveria ser maior em virtude do clima ameno e da chuva, pois os atletas tornam-se mais velozes, aumentando o consumo de glicose sanguínea.

Como o fígado não consegue produzir glicose a partir dos ácidos graxos ou dos amino-ácidos mais rápido do que o consumo muscular, o atleta entra em hipoglicemia, assim demonstrado nas figuras a seguir:



Visto que a hipoglicemia ocorre tanto nas provas curtas como longas, só nos leva a crer que a CORPORE (atuando de forma preventiva ao realizar um trabalho em conjunto: medicina, analise de dados e divulgação) obteve um baixo índice de casos de hipoglicemia, como vemos no relatório abaixo:

Isso demonstra a preocupação da Corpore para com a comunidade de corredores que representamos e a constante busca pela excelência nos serviços que envolvem a organização de uma prova, pois não importa estar ali apenas para prestar o socorro, mas também é importante mostrar aos corredores como prevenir possíveis casos de atendimento médico para que o atleta possa disputar a prova com mais qualidade e tranqüilidade.

Dr. Milton Mizumoto
Diretor Médico





 
Últimas notícias
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
 
Por: Milton Mizumoto

2002-2019 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH