Siga a Corpore
A Corpore LinksContato
 

V Ilhabela Corpore Terra & Mar - Como foi o atendimento médico

25/05/2005, por Marcel Trinta

Saiba como foi a prova

Uma prova de aventura, disputada em terrenos acidentados e que tem mais de 12 horas de duração precisa de muitos cuidados especiais, inclusive da área médica. A cargo do nosso diretor-médico, dr. Milton Mizumoto, toda a logística da parte médica foi desenvolvida para atender os 894 atletas participantes da prova com duas novidades: o ortopedista Dr. Oswaldo B. Borgianni esteve de moto no trecho de Castelhanos equipado com material para um atendimento rápido.

 

Além disso, a prova contou com 2 desfibriladores automáticos cedidos pela Pró-Life (www.prolife.com.br). Um dos aparelhos (que pode ser manuseado por qualquer pessoa) ficou com o dr. Oswaldo e o outro na Tenda Médica, com a Dra. Cecilia Damasceno, nossa especialista em A.C.L.S. (Advanced Cardio Life Suport ).

Tivemos toda essa estrutura e, felizmente, poucos foram os casos atendidos: “Atendemos um caso de trauma ortopédico em Castelhanos, 4 atendimentos nas UTIs móveis e 22 casos na Tenda Médica, num total de 27 casos, dentre eles desidratações, escoriações, entorses, distensões, alergias, hipoglicemias, câimbras e outros. Os casos mais impressionantes foram as desidratações, as quais conseguimos repor o líquido através de soro fisiológico e soro glicosado e as câimbras, muitas câimbras...”, contou o dr. Milton

Mas essas câimbras não tiraram os atletas da prova. Por serem câimbras localizadas em determinado segmento, elas não caracterizavam uma queda do potássio, portanto muitos atletas que tiveram câimbras e foram atendidos na Tenda Médica, puderam voltar para a prova com a autorização do diretor médico Dr. Milton Mizumoto.

O clima, em qualquer prova, também é um fator que influencia nos casos médicos, e dessa vez não foi diferente. “Outro item a salientar foi o clima, que se por um lado evitava o aparecimento de maior número de desidratações, por outro colaborava com o aumento de hipoglicemias e câimbras”, afirmou o dr. Milton.

No geral, foi um dia calmo para a equipe médica da Corpore, formada por 9 médicos, 6 enfermeiros, Tenda médica de chegada e 6 ambulâncias-UTIs. Para o dr. Milton, a causa disso é “o cuidado prévio que os atletas procuram ter, com a alimentação adequada na semana anterior, a hidratação e o bom preparo físico dado pelo treinador são fatores primordiais. A logística médica desenvolvida pela Corpore está constantemente se adequando a novos desafios, e contamos com vocês para que tudo acabe em festa...”.



 
Últimas notícias
Centro Histórico 2019
Meia Maratona 2019
Análise genética potencializa resultados de dietas e ati ...
Livro do Murakami
Treinamento Mental
Certificado AIMS Meia Maratona
Pesquisa dor nos ombros
Sedentarismo no Brasil
Global Running Day
Meia Maratona 2018
Centro Histórico 2018
 
Por: Marcel Trinta

2002-2019 Corpore. Todos os direitos reservados. Política de privacidade
Orgulhosamente desenvolvido pela FTECH